Cidade do sul do País quer adotar parada de ônibus com energia solar

Licitação para reforma de corredores de ônibus inclui no escopo pontos de parada com energia solar.

6 de maio de 2022 - < 1 minuto de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

Projetado por Jaime Lerner nos anos 1970, o sistema de ônibus de Curitiba inovou ao ter pequenas estações fechadas, onde o passageiro pagava a passagem e esperava o veículo. O modelo foi reproduzido em centenas de cidades ao redor do mundo. Agora, a capital quer inovar mais uma vez com paradas de ônibus abastecidas por energia solar. 

A demanda já faz parte do escopo do edital para reformar os corredores de ônibus da cidade. Quem quiser fazer parte da licitação para a realização do projeto terá que garantir que os pontos de parada sejam autossustentáveis com energia solar.

A partir da energia limpa, as paradas de ônibus de Curitiba vão poder manter a iluminação, o ar-condicionado e os sistemas de informação que existem nos pontos. A proposta tem valor de R$ 4,6 milhões e é feita em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

As mudanças no sistema de ônibus de Curitiba são parte da estratégia da cidade para diminuir a poluição e tornar-se mais limpa, em linha com os ODS. O objetivo é que, até 2050, a participação do carro na matriz de transporte da cidade caia de 47% para 7%.