vida nas cidades

Conheça seis invenções que moldaram a vida nas cidades

Conheça grandes tecnologias que moldaram as cidades modernas; A lista inclui de iluminação pública à elevadores e meios de comunicação

15 de dezembro de 2021 - 3 minutos de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

O mundo está cada vez mais urbano, segundo a ONU. No ano passado, os moradores em cidades chegaram a 4,4 bilhões ou 56,2% da população total e, para chegarmos até aqui, alguns recursos técnicos foram necessários. O site Tomorrow City fez o mapeamento deles, indicando seis invenções que moldaram o modelo de cidade atual. Isso teria começado ainda no século XVI, como resultado de duas revoluções industriais em um período de cem anos. 

Iluminação e a transmissão de energia elétrica

A primeira invenção é a iluminação e a transmissão de energia elétrica. A linha do tempo indica que o  russo Pavel Yablochkov projetou os primeiros postes elétricos em 1875 e quatro anos depois Thomas Edison patenteou a lâmpada incandescente, que finalmente aperfeiçoou a iluminação. 

Mas o desafio era a transmissão elétrica e Tesla – hoje um nome bastante divulgado – venceu a chamada guerra das correntes, tendo o seu modelo de corrente alternada adotado. 

Carro elétrico e transporte público urbano

O carro elétrico, a segunda invenção da lista, não é algo novo e remonta à 1876, ou seja coexistiu com a tecnologia do motores de combustão. No início do século XX, um em cada três veículos vendidos era elétrico. Havia até postos de carregamento como os conhecemos hoje.

O transporte público urbano é outra das invenções e começou com trens e bondes, mas o início mesmo aconteceu com carruagens puxadas por cavalos em 1807 no País de Gales. 

Meios de comunicação e de elevação vertical

A quarta invenção de importância urbana são os meios de comunicação e a origem pode ser rastreada até as comunicações telegráficas, com os protótipos lançados em 1774. A tecnologia foi sendo aperfeiçoada até a criação do código Morse, em 1851, como padrão mundial. Nossa internet atual tem muito a ver com o modelo de telégrafo, assim como a infraestrutura de comunicação sem fio da telefonia móvel. 

O elevador é a quinta invenção que moldou as cidades modernas e, por incrível que pareça, já havia soluções similares ainda na Grécia e na Roma antigas, inclusive no Coliseu. O modelo atual, no entanto, foi criado por Elisha Graves Otis, que lançou o seu equipamento na Exposição Industrial de Nova York em 1853. O mecanismo é o precursor dos até então usados e permitiu o crescimento dos edifícios altos, causando a revolução no mercado imobiliário do final do século XIX. 

O conforto trazido pelos elevadores também se reflete na criação dos banheiros públicos, a sexta invenção da lista. Ele é um elemento que reforça o conceito de comunidade, essencial das cidades inteligentes. 

A coesão social tem impacto na qualidade de vida dos habitantes e na difícil determinação da felicidade urbana. Os banhos romanos, por exemplo, eram pontos de encontros sociais e onde se discutia de tudo, inclusive filosofia e política. Hoje, os planejadores urbanos estão trabalhando em projetos de edifícios multifuncionais, como é o caso dos edifícios de uso misto, que, de certa forma, recuperam o conceito de comunidade.