Lugg11

Fundo de investimento imobiliário Lugg11 tem resultados positivos

Lugg11, com 452 unidades da MRV, mostra resultado positivo e é o primeiro do gênero baseado no aluguel de imóveis residenciais

22 de outubro de 2021 - 2 minutos de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

A startup de locação residencial da MRV, O Lugg11, é o primeiro fundo de investimento residencial brasileiro totalmente de aluguel e já apresenta números positivos. Administrado pela Inter DTVM, o Lugg11 mostrou um valor patrimonial de R$ 112,2 milhões com uma valorização de 13,9% em junho.

Na avaliação da corretora, “em julho, o Fundo manteve uma alta taxa de ocupação, de 96,5%, e distribuiu R$ 0,49 centavos por cota, representando um dividend yield anualizado de 6,3% sobre a cota de fechamento do mês”.

O dividend yield anualizado, citado acima, representa a rentabilidade relativa dos rendimentos pagos aos cotistas do Fundo no último mês, multiplicado por 12 meses e dividido pelo valor da última emissão da cota.

Outra observação do relatório gerencial de julho/2021 torna os resultados mais claros, ao estabelecer que o Lugg11 “possibilita oferecer uma proteção contra a inflação pela correção periódica de seus contratos pelo IPCA”.

O foco do Lugg11 é o investidor interessado em cotas de empreendimento imobiliários, que compram as cotas negociadas pela Inter DVTM na B3 e passam a ser remunerados de acordo com o desempenho dos empreendimentos. No caso do Lugg11, estamos falando na rentabilização a partir do aluguel das unidades construídas pela MRV. Mais especificamente, estamos falando de quatro empreendimentos  para locação residencial, sendo um em Belo Horizonte (MG), outro em Campinas (SP) e dois em Curitiba (PR). No total, o Lugg11 é composto por 452 unidades.

Pessoas físicas podem ser isentas do IR ao aplicar no Lugg11

O relatório gerencial de julho último mostra que o Lugg11 faz jus ao seu objetivo, que é o de “auferir ganhos pela aquisição e exploração comercial de empreendimentos imobiliários de natureza residencial”. E isso depois da contabilização de dois fatores. O primeiro deles é a taxa de administração (0,76% a.a. e que engloba os serviço do administrador e do consultor Imobiliário). O segundo é a tributação.

As pessoas físicas que detêm volume inferior a 10% do total do fundo são isentas de Imposto de Renda nos rendimentos distribuídos, desde que o fundo possua, no mínimo, 50 cotistas e suas cotas sejam negociadas exclusivamente em Bolsa ou no mercado de balcão organizado (Lei 11.196/05). Porém, elas são tributadas em 20% de Imposto de Renda sobre eventual ganho de capital na venda da cota.

O Lug11 tem distribuição mensal de dividendos, sendo que será distribuído no mínimo 95% do lucro auferido pelo Fundo semestralmente em regime de caixa. O Fundo poderá distribuir os rendimentos até o 10º dia útil de cada mês, segundo o regulamento. Atualmente, ele possui uma Área Bruta Locável de 20.637 m².