kyoto

Kyoto vira celeiro para startups focadas em cidades inteligentes

Com centros de pesquisas apoiando desenvolvimento, Kyoto concentra diversas startups focadas smart cities

18 de janeiro de 2022 - 2 minutos de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

Um grupo de startups inovadoras de Kyoto está resolvendo os desafios urbanos em cidades japonesas cuja meta é tornar-se mais inteligentes e sustentáveis. De acordo com site Smart Cities World, a cidade, que fica a pouco mais de duas horas de Tóquio (usando o trem bala), abriga várias corporações de tecnologia, incluindo a Nintendo. Ela também concentra instituições de ensino superior, o que a coloca em estreita proximidade com instalações de pesquisa de ponta e talentos de universidades locais. O resultado? Kyoto tornou-se um agregador de centros de inovação e uma comunidade ativa de startups.

Institutos de pesquisa apoiam startups de Kyoto

Um dos centros é a Keihanna Science City, situada entre as fronteiras das prefeituras de Kyoto, Osaka e Nata, e compreendendo mais de 150 instalações de pesquisa. Os institutos e organizações instalados em Keihanna Science City fornecem suporte a pequenas e médias empresas em vários setores, com foco em inovação sustentável e implantação de tecnologia.

kyoto

Koeerü, empresa de consultoria e TI que desenvolve soluções de plataforma de cliente para governos locais que buscam tomar melhores decisões com base no feedback do usuário é um dos exemplos. A abordagem de design thinking a diferencia de outras empresas e ela emprega o princípio para definir, idealizar, prototipar e testar soluções em vários pontos de desenvolvimento de plataformas.

Startup de vaso sanitário em Kyoto

Outra empresa local é a AC Biode, fabricante de vasos sanitários de compostagem sem água. Para muitos, o conceito de um vaso sanitário com descarga hidráulica é o único conhecido, mas as experiências com eventos ao ar livre mostram que existem sanitários portáteis que operam com outras tecnologias. 

No caso da AC Biode, a alternativa inclui o uso de qualquer tipo de aparas de madeira para a compostagem, o que facilita a sua implementação em vários dos cenários para os quais foi concebida, incluindo a instalação em asilos, áreas remotas, canteiros de obras e navios e ilhas, entre outros. Até o momento, mais de 3 mil instalações da empresa foram ativadas no mundo, o que reforça sua viabilidade.

Dispositivos de rastreamento para saúde

A Mitsufuji é um terceiro exemplo e tem como foco o rastreamento de dispositivos de saúde vestíveis, caso dos relógios inteligentes usados por pessoas que praticam atividades físicas. É um mercado que já vale mais de US$35 bilhões, de acordo com a Fortune Business Insights, e que deve crescer para mais de US$114 bilhões até 2028. 

A introdução de relógios inteligentes com esses recursos integrados, como o Apple Watch, foi um fator significativo para incentivar o mercado, mas a Mitsufuji levou esse conceito um passo adiante, lançando roupas reais que podem ser rastreadas.

A empresa criou “camisas inteligentes”, tecidas com fibras metalizadas de prata exclusivas que permitem a condutividade de alto nível como sensores para coletar informações biológicas da forma de onda de ECG do usuário. 

Essas informações são enviadas para um transmissor Bluetooth embutido e, em seguida, para um dispositivo inteligente como um smartphone, onde são carregadas para uma plataforma de nuvem segura e analisadas pelo algoritmo de Mitsufuji, que permite a visualização dos dados. E podem ser usadas, inclusive, por supervisores para monitorar a saúde e os sinais vitais do trabalhador, protegendo-os de esforços acima de sua capacidade.