Moradias na Disney serão voltadas a colaboradores

Como uma alternativa ao aumento de preço imobiliário em Orlando, Disney e Universal vão construir casas voltadas aos funcionários.

12 de maio de 2022 - 2 minutos de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

A Disney e a Universal vão construir moradias de baixo custo na Flórida. Juntas, as companhias vão converter cerca de 40 hectares de território em casas e prédios voltadas aos funcionários do parque, que têm sofrido com o aumento dos preços de imóveis em Orlando.

De 2020 a 2021, a média do aluguel em Orlando subiu 21%. Relatórios publicados pela Fast Company mostram que a cidade tem uma carência de mais de 60 mil unidades habitacionais para aqueles que têm renda baixa. 

Apenas a Disney planeja criar 1,3 mil casas em 32 hectares ao lado da Disney World. Já a Universal vai construir 1 mil unidades em 8 hectares de terra. Localizados em bairros no “corredor turístico” de Orlando, ambos os projetos estão na fase inicial do planejamento.

Mais que moradias na Disney, projeto prevê bairros planejados

Há alguns meses a Disney anunciou o Storyliving, o primeiro bairro planejado da empresa. O bairro terá residências de formato misto, voltadas para o público de rendas baixa e média. A ideia é abrir também para o público geral, não apenas funcionários dos parques. As casas em Orlando serão mais acessíveis, construídas próximas de escolas e do complexo de varejo e alimentação da Disney. 

Já a Universal planeja construir também escolas infantis grátis, jardins comunitários e piscinas públicas para os moradores do bairro. O projeto foi chamado de “Housing for Tomorrow” pela Universal, que vê impacto direto da escassez de moradias populares em seus colaboradores do parque. “Há muito tempo acreditamos na importância de retribuir à comunidade que nos apoiou e ao lugar onde os membros de nossa equipe vivem e criam suas famílias”, diz a empresa no site do projeto.