bairros planejados

Disney vai produzir bairros planejados sustentáveis nos Estados Unidos

Com o conceito de storyliving, primeiro “teste” dos bairros planejados sustentáveis da Disney será o Cotino, na Califórnia.

11 de março de 2022 - 3 minutos de leitura

Autor: Redação

Compartilhe:

A Walt Disney Company passará a usar toda a sua expertise no planejamento de parques e de resorts para criar bairros planejados sustentáveis nos Estados Unidos. Sob o conceito de storyliving, o serviço criado pela Disney  vai ter o seu primeiro experimento feito em Rancho Mirage, localizado na região do Vale Coachella, na Califórnia.  

Há uma razão nobre para que a região da Califórnia tenha sido escolhida como a primeira para o “teste” do novo conceito: trata-se do bairro onde Walt Disney morou e para onde ia com a família nas férias.  O trabalho que está sendo feito no Rancho Mirage será apenas o primeiro, já que a Walt Disney Company já está analisando levar o conceito de bairros planejados sustentáveis a outras localidades dos Estados Unidos. 

Disney: criando bairros planejados e comunidades

O primeiro bairro criado pela Disney já tem até nome: Cotino. Com 250 mil hectares e espaço para até 1,9 mil unidades residenciais, ele será feito em parceria com a construtora DMB Associates. 

Ilustração: thewaltdisneycompany

Além de contar com diversos tipos de casas, desde as grandes proporções até apartamentos para uma pessoa, o bairro será dotado de lojas, restaurantes e áreas de lazer. Cotino também nasce de olho nas mudanças da sociedade a médio e longo prazos: uma parte dele será planejada para a moradia de pessoas com mais de 55 anos. 

Segundo comunicado oficial da Disney, o bairro será gerenciado pela equipe da empresa, chamada por eles de “elenco”, que já cuida dos parques e resorts. Para o clube privado do primeiro bairro, as comodidades devem incluir entretenimento ao vivo, programação focada no bem-estar e seminários. 

O objetivo é criar comunidades dentro do bairro. O “elenco-Disney” vai cuidar dos centros comunitários e de prover entretenimento e conexão para os residentes. “Essas comunidades planejadas tem como finalidade inspirar os moradores a promover novas amizades, descobrir interesses em comum e escrever o próximo capítulo de suas vidas”, diz o conteúdo do comunicado.

Storyliving, a magia da sustentabilidade

Uma das “estrelas” de Cotino será o lago de 24 acres, algo próximo de 97 mil metros quadrados, que será equipado com a tecnologia Crystal Lagoons, que permite manter a água cristalina e azul turqueza por mais tempo. Além disso, o projeto conta com o menor uso de água e de energia, com foco em sustentabilidade. 

Mas para que o conceito de sustentabilidade seja uma realidade, os trabalhos de preparação já começaram a partir de um estudo de impacto. Até 2040, eles vão modificar estradas e ruas para absorver o tráfego para o bairro de Cotino. 

O relatório de impacto ambiental publicado pela cidade informou que, no momento da construção, o projeto já teria um impacto econômico líquido de cerca de US$ 8,4 milhões por ano. Atualmente, as receitas do município estão próximas de US$ 28,8 milhões.O orçamento estima que pouco menos de US$ 6 milhões virão de impostos sobre vendas e US$ 3,9 milhões de impostos sobre a propriedade.

Cotino, a expansão do storytelling da Disney

“Todos os elementos dessa comunidade serão enraizados em uma história. Os residentes serão personagens ativos nas histórias”, disse o executivo da empresa responsável pela Disney Parks Experiences and Products, Josh D’Amaro D’Amaro. Com o projeto, a Disney está expandindo o “storytelling para o storyliving”, acrescentou.  O design das calçadas e dos prédios será pensado exatamente como nos parques da Disney, para criar “encantamento”. Segundo o produtor executivo da Walt Disney Imagineering, Michael Hudgen, a riqueza de cada região será usada para “inspirar o storyliving” das comunidades. “Espaços internos e externos com design diferenciados vão oferecer aos moradores novas oportunidades para explorar, se envolver e criar os próximos capítulos de suas histórias”.